Mercado

Mercado

Tele Consulta Unimed: entrega do projeto com o time em home office

Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , , Artigos, Cases, Clientes, Destaque, Mercado, Serviços, Tecnologia
featured image

A Tele Consulta da Unimed é uma ferramenta que foi construída em parceria com a Unimed Central, com o objetivo de realizar atendimento virtual e se aproximar dos pacientes em meio à atual crise no sistema de saúde do Brasil.

O projeto foi o primeiro entregue pela Kbase com a empresa inteira em home office. Nesse artigo você verá detalhes dessa experiência.

Sobre a Unimed Central

Antes de tudo, saiba que a Unimed Central é a cooperativa do Sistema Unimed RS que atua desenvolvendo produtos e serviços para o setor de saúde que são destinados às 27 Unimeds Filiadas no estado. 

O que move o negócio da cooperativa é fomentar o desenvolvimento dessas filiadas, para que possam melhorar a remuneração dos seus cooperados. E uma das formas de fazer isso, é utilizando tecnologias modernas a fim de trazer inovações no atendimento.

Antes de entrar em explicações mais técnicas do projeto, é importante que você entenda o que é e para que serve o serviço de telemedicina.

O que é Telemedicina

A telemedicina é uma especialidade médica que tem a finalidade de disponibilizar serviços a distância para o cuidado com a saúde, isso ocorre por meio de tecnologias digitais que promovem a assistência médica online a pacientes, clínicas, hospitais e profissionais da saúde.

No caso da Unimed, essa especialidade já vinha sendo utilizada através do Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP). Com o uso dessa plataforma é possível compartilhar informações clínicas do paciente, entre outros recursos, isso tudo de forma digital.

Para melhorar e modernizar ainda mais esse recurso, a Unimed Central planejava transformar o PEP em uma plataforma que não apenas disponibilizaria informações, mas que faria também consultas online através de vídeo chamada. 

telemedicina

A ideia inicial era oferecer um atendimento contínuo, para que o paciente não precisasse retornar ao consultório sem que houvesse necessidade. 

Os impactos do COVID-19

No entanto, antes do COVID-19 se espalhar por pelo mundo e trazer impactos que afetaram principalmente o sistema de saúde, a telemedicina não era um sistema totalmente liberado pelas autoridades. 

Nesse meio tempo em que o vírus se espalhava cada vez mais pelo Brasil, o Ministério da Saúde, CFM, ANS e o Senado liberaram o uso da telemedicina com a intenção de controlar e proteger pacientes e profissionais de saúde.

Logo após essa liberação, houve possibilidade de dar andamento no projeto, que nesse momento tinha como foco evitar contato físico para amenizar os riscos de espalhar o COVID-19.

E assim, com a necessidade de tirar essa ideia do papel, a Kbase foi escolhida como uma das parceiras que participaria desse desafio.

SAIBA MAIS: OUTSOURCING EM TI – A EVOLUÇÃO DA PARCERIA ENTRE KBASE E MBM

Desafios e planejamento do projeto

Em virtude dos acontecimentos e urgência em colocar o sistema no ar, um dos principais desafios foi encontrar soluções rápidas para entregar o projeto no menor tempo possível. 

O objetivo era construir uma nova ferramenta dentro do PEP teleconsulta com a finalidade de levar o paciente para uma vídeo chamada onde aconteceria o atendimento médico. 

planejamento de TI

Dessa forma, o melhor caminho encontrado foi o Jitsi, um software de chamada de vídeo com biblioteca open source

Com essa ferramenta foi possível utilizar o código aberto e construir uma integração. Assim, foi desenvolvida uma API com as funções listadas abaixo.

  • Recebimento de todos os agendamentos de consultas vindas do sistema PEP;
  • Controle de segurança das salas de teleconferência, autenticando a conexão entre o médico via sistema PEP e o paciente que acessa uma página web;
  • Comunicação com a interface web informando o sistema PEP a chegada do paciente na chamada;
  • Notificações na saída do usuário ou quando médico/assistente opta pelo encerramento;
  • Captação de imagens do paciente para anexado no prontuário;
  • O site do paciente avalia os dados de acesso e acompanha o status da consulta.

Principais ferramentas

Outro ponto importante foi escolha das ferramentas que possibilitaram realizar as integrações sem grandes dificuldades. Na lista abaixo estão as principais.

  • Banco de dados MongoDB;
  • Framework NestJS no Node.js;
  • Documentação da API com Swagger (open API 3.0).

Como resultado, a documentação de uso da API foi entregue e em pouco tempo já era possível realizar testes com dados estáticos. 

projeto de TI em home office

A entrega do projeto com o time em home office

Sobretudo, a participação nesse projeto teve um valor simbólico para a Kbase, isso por ter sido o primeiro que foi construído e entregue com a empresa 100% em home office.

Foi sem dúvidas um grande desafio, mas que resultou em novas experiências e aprendizados sobre adaptação, resiliência e a importância do planejamento em meio a uma crise.

Além disso, atribuiu a satisfação de construir um projeto necessário e com potencial de ajudar nesse momento de pandemia.

SAIBA MAIS: HOME OFFICE – ATÉ QUANDO?

Tele Consulta

Assim, o projeto Tele Consulta saiu do papel e se tornou um meio de evitar contato físico entre pacientes e profissionais de saúde das Unimeds.

O sistema conta com diversas outras funcionalidades e foi construído em muitas mãos. A Kbase foi uma delas e é motivo de orgulho fazer parte disso.

O gerente de TI da Unimed Central compartilhou com a gente a experiência dele e da equipe durante essa jornada. Leia abaixo.

Depoimento do Cliente

“Em primeiro lugar, a negociação foi muito positiva. A Kbase entendeu o momento de pandemia que estamos passando e fechamos uma parceria que está apenas no início.

Como principal resultado, disponibilizamos aos médicos cooperados de nossas filiadas o recurso de tele consulta, desenvolvido em conjunto com nossa equipe de desenvolvimento interno e outra empresa já parceira.

Este recurso viabiliza aos médicos continuidade de atendimento com seus pacientes no momento de pandemia que estamos vivendo. 

Um dos principais recursos, que demonstrou empenho e estudo da equipe da Kbase, foi a implementação em todas as plataformas mobile. 

Destacaria que outro benefício foi o pronto atendimento e entendimento das equipes de projeto e desenvolvimento do tempo de entrega, conseguimos implementar todo o recurso pela grande agilidade da equipe.

Confio na Kbase pela dedicação e empatia, tanto da equipe de negociação quanto técnica, desde a especificação até a entrega final.

Por fim, agradeço a equipe técnica e espero que tenhamos uma duradoura parceria juntos.”

– Leandro Schmitz

Progressive Web App (PWA): porque sua empresa precisa de um

Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , Artigos, Destaque, Mercado, Serviços
featured image

Toda empresa que deseja aumentar ou manter a interação com seus clientes deve fazer parte do universo digital. Isso é fato. Mas a dúvida que pode surgir na hora de desenvolver uma aplicação é saber qual escolher. Levando em conta que a maioria dos acessos à web acontece por dispositivos mobile, existem três alternativas possíveis: criar um site responsivo, desenvolver um aplicativo específico para o negócio ou criar um Progressive Web App (PWA). Ler Mais

Home Office: até quando? Diretor da Kbase fala sobre os desafios do trabalho remoto

Tags:, , , , , , , , , , , , , , , Artigos, Destaque, Institucional, Mercado
featured image

Passados mais de 60 dias que estamos com todos os nossos colaboradores exercendo suas atividades de maneira remota, vem a pergunta: até quando vamos ficar no modelo home office? Parece que não temos essa resposta ainda. 

A pergunta mais frequente nesse momento é: podemos ficar o resto de nossas vidas assim? Parece drástico né? Mas acredito que devemos fazer essa reflexão sem pestanejar, com a frieza que as decisões racionais exigem.

Se adaptando a uma nova forma de viver 

Com a repentina chegada do COVID-19, a sociedade inteira entrou em um processo de adaptação. Se por um lado estamos nos desafiando a cada dia com uma nova forma de viver as nossas vidas, por outro lado temos o desconforto de ter uma quantidade enorme de dúvidas sobre o futuro. A incerteza, essa inimiga invisível tem tido um espaço cada vez maior em nossos pensamentos.

Começamos o ano tendo ótimas expectativas, janeiro e fevereiro foram meses que mostravam belos sinais e de repente chega março. Março um mês que para muitos seria o início de 2020, pois esses muitos acreditam que o ano só começa depois do carnaval, mas não! Março não deixou o ano começar e assim fomos forçados a iniciar uma nova forma de viver, onde muitos não saem de casa para fazer as mesmas coisas que sempre fizeram fora de casa, uma forma um tanto quanto simples, mas que para a maioria era algo inimaginável.

Para nós, atuar com toda a empresa em formato de Home Office foi uma inesperada aventura. Crescemos com isso! 

Por aqui iniciamos a nossa grande aventura de praticar o desapego. Nos entregamos ao desafio de quebrar a cultura de anos com o trabalho presencial e pelo bem-estar das pessoas, colocamos a empresa inteira em Home Office. 

planejamento e controle

SAIBA MAIS: FLEXIBILIDADE E ESTRATÉGIA NA ÁREA DE TI – CHAVES PARA A TRANSFORMAÇÃO

Com as poucas experiências de trabalho remoto, foi preciso trabalhar a confiança e ressignificar a percepção de que os resultados são abaixo do rendimento em comparação com a produtividade presencial. O primeiro passo para isso foi entender que o verdadeiro problema está na falta de controle. 

Superando desafios que acompanham grandes mudanças

Com o entendimento dos maiores medos, dúvidas e preocupações, compartilhando e trocando experiências, encontramos respostas para estruturar um processo de trabalho remoto eficiente. Começamos essa busca por soluções juntando praticamente todas as áreas da empresa para compartilhar e entender os principais desafios. Levantamos seis questionamentos:

  1. Formas de realizar a gestão das pessoas e suas atividades;
  2. Estabelecer comunicação periódica entre time e gestão;
  3. Organizar pessoas considerando disponibilidade para as atividades de trabalho, pensando também nos momentos de lazer. Porque em confinamento é obrigatório mexer o corpo;
  4. Infraestrutura: liberar acessos remotos, equipamentos e também o ponto mais complexo na questão local onde o colaborador realizaria as suas atividades, porque não temos ação sobre este tema;
  5. Entender os reflexos do distanciamento social dentro do ambiente de trabalho e da rotina.
  6. Processo de desenvolvimento: “como desenvolver pessoas apesar da distância física?”

Planejamento, colaboração, comunicação e controle

A participação da Gestão de Pessoas, Marketing e Administração foi fundamental para elaboração do planejamento. Outro ponto importante foi o apoio da nossa consultoria de gestão externa nos alertando para o acompanhamento próximo das pessoas, mesmo estando longe delas. 

Após a estrutura do planejamento, agimos na inserção de pontos de acompanhamento e controle nos processos:

  1. Agendamento de reuniões diárias para todas as áreas (formalizado e programado);
  2. Organização das plannings, daylis, reviews e retros com horários pré-definidos com o conhecimento e participação de todos;
  3. Criação de documento com orientações e processos para realização do home office;
  4. Contato constante (diário) com as pessoas durante todos os processos, para entender como cada um sente este novo formato de trabalho e atuação.

equipe de TI em home office

Os resultados que estamos colhendo são fruto de uma equipe dedicada, que pegou junto e nos surpreendeu a cada entrega de projeto. Hoje podemos dizer que apesar de fisicamente distantes, estamos ainda mais conectados. 

O mundo inteiro está mudando e a forma de trabalhar também, com certeza voltaremos diferentes. Em breve estaremos juntos, com novos aprendizados e prontos para compartilhar nossas novas vivências. 

*Michael Tatsch, sócio-diretor da Kbase.

SAIBA MAIS: GESTÃO DE EQUIPE ÁGIL – COMO QUALIFICAR SEU TIME DE DESENVOLVIMENTO

DevOps: alternativa para alinhar operações e desenvolvimento em TI

Tags:, , , , , , , , , , , Destaque, Institucional, Mercado
featured image

A gente sempre fala por aqui que a agilidade é um dos principais fatores quando o assunto é entregar soluções para nossos clientes. Aliado a isso, é preciso atenção para a qualidade de cada projeto. É por isso que estamos atentos ao que é novidade no mercado e que pode contribuir para aprimorar nosso trabalho. Entre elas, a DevOps é um conjunto de boas práticas que tem se destacado como alternativa para alinhar a atuação das equipes de operações e desenvolvimento em TI. Ler Mais

Cultura de engajamento: aposte na integração com sua equipe de TI

Tags:, , , , , , , , , , , , , Destaque, Institucional, Mercado
featured image

Provavelmente você já ouviu aquela história de enxergar o copo meio cheio, meio vazio. Quando a gente fala em tecnologia da informação, essa analogia pode muito bem ser usada no momento de ir em busca de colaboradores. Ler Mais

Kanban: uma cultura ágil para o desenvolvimento de software

Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , Destaque, Institucional, Mercado, Serviços
featured image

Se você acha que conhecer e aplicar métodos ágeis para o desenvolvimento de softwares é apenas um diferencial, pode mudar de ideia. Essa é uma necessidade que virou pré-requisito na hora de contratar a empresa para desenvolver seu projeto. Assim, o Kanban ganha cada vez mais espaço entre os profissionais de TI. Ler Mais

Indústria 4.0: prepare-se para a revolução dos dados

Tags:, , , , , , , , , , , , , , Destaque, Mercado
featured image

Internet das coisas, computação em nuvem, inteligência artificial, automação, troca de dados. Todos esses termos se referem às inovações tecnológicas que surgiram recentemente. Podem ser aplicadas em várias áreas e setores. Mas quando utilizadas de forma interligadas, sustentam o conceito de indústria 4.0.  Ler Mais

Tecnologia da Informação: Necessidades x Orçamento

Tags:, , , , , , , , , , Destaque, Mercado
featured image

Com o mercado bem aquecido, muitas contratações e projetos ocorrendo, cria-se a utopia de que o mercado como um todo está dessa forma. No entanto, na prática não é bem isso que está acontecendo. Em decorrência de algumas rodadas de visitas que fiz em clientes e prospects, falando sobre o orçamento para a Tecnologia da Informação em 2019, resolvi escrever sobre o assunto. Ler Mais

Sites híbridos ou PWA: alternativas ao desenvolvimento de aplicativos

Tags:, , , , , , , , , , , , , , , Destaque, Mercado, Tecnologia
featured image

Já parou para analisar a quantidade de aplicativos que seu smartphone tem? Se prestar atenção, vai se dar conta que vários deles são pouco utilizados. Alguns, talvez estejam esquecidos desde o dia que foram instalados. Sabe por que isso acontece? Porque sites híbridos ou PWA estão conquistando um espaço que até então era dominado pelos aplicativos. Ler Mais

Usabilidade e produtividade em TI: como gerar ganhos para seu negócio

Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , , Destaque, Mercado, Serviços, Tecnologia
featured image

Não é de hoje que temos diversos problemas referentes à usabilidade e produtividade em TI relacionadas aos principais ERP’s do mercado. São várias telas para executar a mesma função e muito retrabalho gerado por causa disso. Sem falar na base de conhecimento limitada aos profissionais alocados em determinadas tarefas. Ler Mais